• Palestrante: Francisco Monaldi - Baker Institute Fellow in Latin American Energy Policy at Rice University
    Moderadora: Fernanda Delgado - Professora da FGV Energia

    Aula do MBA em Gestão no Setor de Óleo e Gás da FGV Energia (aula aberta)

    A crise dos preços do petróleo causada em parte pela pandemia da COVID-19 tem efeitos drásticos nos fluxos de entrada de investimentos nos países da América-Latina ricos em recursos naturais não renováveis.

    As discussões do posicionamento da indústria de hidrocarbonetos latino-americana vis à vis esta crise de múltiplas crises causada pela pandemia, eleita como marco histórico para o fim do século XX, está na ordem do dia, e, na América Latina três variáveis críticas contribuem para o entendimento da vulnerabilidade dos países: a dependência das receitas do petróleo, as perspectivas fiscais e o impacto dos preços baixos em investimentos futuros.

    Para discutir a posição de Venezuela, Argentina, Peru, Colômbia e México, o MBA em Gestão em Óleo e Gás da FGV Energia convidou Francisco J. Monaldi, Fellow in Latin American Energy Policy e Director of the Latin American Energy Program do Center for Energy Studies (CES) do Baker Institute for Public Policy da Rice University.

    Assista o vídeo (trechos em inglês e em espanhol).

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrantes: Adriano Bastos – CEO BP; Andre Araujo – CEO Shel; Mariano Vela – CEO Chevron; Paulo Henrique Van Der Ven – VP Equinor; Philippe Blanchard – CEO Total; e Roberto Castello Branco – CEO Petrobras

    Moderador: Carlos Quintella - Diretor da FGV Energia

    Apoio de mídia: EPBR

    A natureza da recuperação da demanda moldará a saída da crise do petróleo em 2020. Assim como a descoberta de uma vacina, e a aceleração de tendências tecnológicas pré-existentes em direção a operações mais eficientes. 
    O formato da recuperação da demanda será “o fator chave” na determinação dos resultados futuros dos mercados de petróleo, com muitas variáveis em jogo - principalmente se a demanda voltará ou não aos níveis anteriores a crise.

    Enquanto as empresas buscam saídas com cortes de investimentos, redução de jornadas de trabalho, hibernação de atividades, há uma agenda paralela de compromissos governamentais que podem ajudar ao setor. Não bem como uma tábua de salvação, mas como um alento no resgate de empregos e arrecadação futura de receitas. Fala-se na possibilidade de redução de royalties, fim do contrato de partilha, disponibilidade de crédito, licenciamento ambiental mais expedito, rediscutir o conteúdo local, manutenção do plano de desinvestimentos da Petrobras... Além, claro, da intensificação do investimento em energias mais renováveis em seus roteiros de recuperação econômica, enfatizadas pela aceleração em se estabelecer agendas de baixo carbono.

    Nesse espectro de possibilidades, qual a mais importante para manter o Brasil como ponto central de seus portfólios? E para além dessas medidas, que outras?

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrante: Marcio Felix - CEO na EnP Energy Platform
    Moderadora: Fernanda Delgado - Professora da FGV Energia

    “No dia seguinte, a impaciência de Pedrinho chegou ao auge. Aquilo de ficar uma parte da noite sentado, a ouvir as preleções do Visconde, não era com ele. Queria por mãos à obra, abrir logo o poço salvador da pátria” ( Monteiro Lobato, O poço do Visconde).

    Colocar a mão na massa, empreendedorismo, fazer acontecer, imaginar e realizar, produzir energia de forma individual, romper barreiras... ir lá e fazer. Por uma hora e meia os alunos do MBA em Gestão em Óleo e Gás da FGV Energia, Mantenedores e convidados foram brindados com as visões fortalecedoras do mercado petrolífero nacional, destacando o senso de urgência necessário para que o onshore brasileiro seja destaque na produção nacional, trazidas pelo do talentoso Marcio Félix, CEO da EnP Platform e ex-Secretário de Óleo e Gás do MME.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrantes: Anna Paula Lougon Duarte - Technology Director Brasil - Schlumberger; Tamara Garcia Bermejo - R&D Manager, Repsol Sinopec Brasil; e Frances Abbots Queiroz - Technology Manager, Shell

    Moderadora: Fernanda Delgado - Professora e Assessora Estratégica da FGV Energia

    A crise é uma realidade, assim como o derretimento dos preços do petróleo, o colapso da demanda, o esgarçamento dos tecidos sociais, em especial nos centros urbanos. A pandemia marca o fim do século de maior desenvolvimento tecnológico, o século XX. Não é possível criar demanda por petróleo para retomar antigos padrões de preços. Mas é possível desafiar a ciência para nos acostumarmos com o novo padrão de preços deprimidos a partir de novos custos de produção ainda mais baixos.

    Com esse pano de fundo, a FGV Energia convidou para o debate Ana Lougon, Tamara Garcia e Francis Abbots, para discutir ciência e inovação nos mercados de energia.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrantes: João Carlos Mello - Presidente da Thymos; Rui Altieri - Presidente do Conselho de Administração da CCEE; Marcelo Prais - Diretor de TI, Relacionamento com Agentes e Assuntos Regulatórios da ONS; e Elisa Bastos - Diretora da ANEEL

    Moderador: Paulo Cunha - Consultor da FGV Energia

    Co-organização: THYMOS

     

    A crise do COVID-19 impacta toda a economia nacional e o setor elétrico também faz parte do problema, já que é o primeiro “termômetro” de qualquer movimento na atividade econômica. A queda no consumo e nos preços é uma já realidade que pode afetar toda cadeia setorial. A principal pauta hoje é a necessidade de uma injeção de capital novo para manter as operações equilibradas.

    Desde a queda da atividade econômica e do baixo crescimento do consumo em 2015 começou a ocorrer o evento de sobre contratação nas distribuidoras, e agora uma crise sem precedentes do COVID-19 com uma grande redução de carga repentina os problemas se amplificam e podem atingir toda a cadeia do setor elétrico. Nosso modelo não está pronto para situações como esta. A resiliência do modelo não deveria ser revista ? Este é o tema do nosso Webinar.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrante: Paulo Cunha - Consultor Sênior da FGV Energia

    Moderadora: Fernanda Delgado - Professora e Pesquisadora da FGV Energia

    A eletricidade é uma forma de energia decorrente da diferença de potencial iônico entre dois pontos, que promove uma corrente de elétrons entre eles. Tem como características a possibilidade de ser produzida de várias formas, bem como de várias forma ser aproveitada. De natureza sintética, a eletricidade é o por excelência o operador que permite a conversão de todas as formas primárias de energia em utilidades, a serviço do consumo humano.

    Dado que a produção, o transporte e a distribuição de energia elétrica utilizam-se fundamentalmente do aproveitamento de campos eletromagnéticos, que têm  natureza invisível e impalpável, o funcionamento dos sistemas elétricos e as peculiaridades da indústria da eletricidade despertam curiosidade, principalmente para os agentes das indústrias de outros energéticos que lhe são intimamente relacionadas, como por exemplo o gás

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrantes: Timothée de Reynal - CEO da Perenco; Marcelo Campos Magalhães - CEO - Diretor Presidente da PetroReconcavo e Potiguar E&P; Roberto Monteiro - CEO - presidente da PetroRio

    Moderadora: Magda Chambriard - Coordenadora de Pesquisa O&G da FGV Energia

    Apoio de mídia: EPBR

    Em 2020, a guerra comercial entre a Rússia e Arábia Saudita, associada à pandemia do COVID-19, derrubou os preços do petróleo de maneira drástica e incomparável a qualquer outra crise vivenciada nos últimos mais de 100 anos.
    As expectativas são de que a recuperação se dê de forma lenta, porém gradual, até que surja a cura para o vírus.
    É nesse contexto que esse webinar se propõe a ouvir empresas representativas do setor, para entender suas visões a respeito do mercado das independentes no Brasil, suas preocupações com o singular momento que vivemos e suas expectativas em relação ao futuro da nossa indústria e ao futuro dos independentes no Brasil.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrantes: Thiago Barral – Presidente da EPE e Reive Barros – Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do MME
    Moderadores: Daniel Rocha - Diretor da Accenture e Carlos Quintella - Diretor da FGV Energia

    Co-realização: Accenture
    Apoio de Mídia: EPBR

    O setor de energia tem sentido os efeitos da pandemia da COVID-19 e dos baixos preços do barril de petróleo. O novo contexto nos fez recobrar o quão importante é a evolução da oferta e da demanda de energia nos mercados. No entanto, é preciso estar atento às implicações desse novo cenário.

    Com esse pano de fundo, a FGV Energia, convidou para o debate o Presidente da EPE, Sr. Thiago Barral, e Reive Barros, Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do MME, para discutir os mercados de energia, e os rumos da transição energética nesse cenário tão desafiador.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrantes: Felipe Perez – Director IHS Markit Americas Refining & Marketing Research e Marcelo Gauto – Químico Industrial, Técnico da Petrobras, Especialista em Óleo e Gás 
    Moderadora: Fernanda Delgado 
    Apoio de mídia: EPBR

    A pandemia da COVID-19 exigiu de governos e cidadãos do mundo inteiro a entrar em isolamento social, quarentena. Com fronteiras fechadas e restrições de  viagens áreas, grande parte da população trabalhando remotamente, e a economia global enfrentando uma recessão, há uma destruição da demanda dos principais produtos refinados: QAV, gasolina e diesel. 
    Refinarias estão drasticamente cortando cargas, algumas parando por completo. Projetos e M&As estão sendo postergados ou cancelados. 
    Como o setor de downstream está enfrentando essa crise? Haverá consequências estruturais para o setor no curto e longo prazo? Como serão os planos de desinvestimentos da Petrobras no setor para quando do fim do isolamento?

    Como esse pano de fundo, a FGV Energia e a agência EPBR, primando pelo diálogo transparente e a disseminação de informação, convidaram para o debate dois especialistas no setor refinador, o Sr. Felipe Perez e o Sr. Marcelo Gauto, para discutir os contornos e as possibilidade para o downstream nacional no Brasil e no mundo.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Palestrantes: Adriano Pires - CBIE e David Zylbersztajn - DZ Consultoria

    Moderadora: Fernanda Delgado

    Apoio de mídia: EPBR

    Pandemia, recessão, crise econômica, crise energética... nesse novo contexto ficam incertas as expectativas de preços do petróleo, os investimentos do setor, os volumes de oferta, demanda e produção, as estruturas de consumo de combustíveis, a transição energética. A fluidez se instala e o mundo adquire um novo ritmo.

    Para ajudar a pensar nesse novo ritmo a FGV Energia, em parceria com a agência EPBR, convidaram para o debate dois expoentes do cenário energético nacional: Adriano Pires (CBIE) e David Zylbersztajn (DZ Consultoria).

    Por:
    FGV Energia
    visualizações

Páginas