• Palestrantes: Eduardo Tobias – Watt Capital; Erik Eduardo Rego – EPE; Jean Bellavia – Enel; Rodrigo Sauaia – Absolar

    Moderador: Felipe Gonçalves – FGV Energia

    O sucesso da tecnologia solar fotovoltaica nos últimos leilões e em contratos do ambiente livre tem acompanhado o ritmo de redução nos custos observados na última década. Importantes externalidades econômicas sociais e ambientais reforçam oportunidades de aceleração do desenvolvimento da  cadeia de fornecedores no Brasil. No entanto, a meta de dobrar a participação da geração solar centralizada na matriz elétrica em uma década apresenta importantes desafios para o planejador, empreendedores e o mercado.

    Nesse contexto, a FGV Energia convidou importantes especialistas no tema para debaterem os principais desafios para o crescimento da geração solar fotovoltaica centralizada na matriz energética.

    Por:
    FGV Energia
  • Abertura: Fernanda Delgado – FGV Energia/ EMPODEREC; Ligia Schlittler – Tozzini Freire/ Mulheres de Energia; Teresa Borges – Universidade de Columbia; Jully Carela - Universidade de Columbia; Eduarda Zoghbi - Universidade de Columbia

    Painel 1
    Moderadora: Heloisa Borges – EPE
    Palestrantes: Teresa Vernaglia – BRK Ambiental; Michelle Hallack – Inter-American Development Bank

    Painel 2
    Moderadora: Renata Isfer – MME / Sim, elas Existem
    Palestrantes: Veronica Coelho – Equinor Brasil; Anelise Lara – IBP e Ex-Petrobras

    Painel 3
    Moderadora: Lia Rizzo – Universa (UOL) 
    Palestrantes: Ana Paula Padrão – Bandeirantes; Solange David – Cigré Brasil e Aeris ; Monica Marcondes – Santander

    Painel 4
    Moderadora: Agnes da Costa – MME / Sim, elas Existem / EMPODEREC
    Palestrantes: Vladia Regis – Eletrobras; Elbia Gannoum – Presidente, ABEEólica

    Painel 5
    Moderadora: Carmen Migueles – FGV
    Palestrantes: Gisele Mangifeste – Total E&P Brazil/ WISTA BRAZIL; Luciana Guerise – ATP

    Celebrado desde o início do século XX, originalmente como parte da luta pela igualdade de direitos civis e em favor do voto feminino, e desde 1975 oficialmente instituído pelas Nações Unidas, o Dia Internacional da Mulher é comemorado anualmente em mais de 100 países. O objetivo é lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, independente de divisões nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, econômicas ou políticas.

    O ano de 2020 teve como tema os direitos das mulheres. O consenso global emergente é que, apesar de alguns progressos, as mudanças reais têm sido lentas para a maioria das mulheres e meninas em todo o mundo. Para celebrar esse dia e portar com bravura a bandeira da equidade de gênero, a FGV Energia e o grupo Mulheres de Energia vão se reunir com um dream team para discutir mais do que economia, politica e energia, mas para discutir, expor, debater e mostrar as MULHERES e seus conteúdos.

    Por:
    FGV Energia
  • Palestrantes: Amilcar Guerreiro - CEPEL; André Diniz - CEPEL; Luiz Carlos Ciocchi - ONS; Sinval Gama - ONS - Apresentação; Talita Porto - CCEE

    Moderador: Paulo Cunha - FGV Energia

    Os preços de curto prazo nos mercados de energia constituem a base sobre a qual são tomadas as decisões sobre a operação do sistema em tempo real, definindo a cada momento que usinas deverão estar acionadas para o atendimento da carga. Como consequência, todas as relações econômicas envolvendo os agentes que produzem, comercializam e consomem energia elétrica são fortemente influenciadas por ele, que no caso brasileiro atende pelo nome de Preço de Liquidação de Diferenças, mais conhecido por PLD. Esses preços, estabelecidos mediante a utilização de uma cadeia de três modelos computacionais desenvolvidos pelo Centro de Pesquisas de Energia Elétrica – CEPEL, são utilizados pelo Operador do Sistema ONS e pela Câmera de Comercialização de Energia Elétrica CCEE para operar o sistema elétrico e contabilizar as operações comerciais no mercado. O último dos três modelos, denominado DESSEM e capaz de revelar o preço hora a hora, após longo processo de desenvolvimento e de um substantivo período de testes, passou a ser utilizado para efetivamente contabilizar as operações no âmbito da CCEE a partir de janeiro deste ano. A disposição de preços horários é fundamental para aproximar os preços calculados aos custos efetivamente dispendidos na operação do sistema, reduzindo distorções. A mudança, que exigiu dos agentes grande esforço de adaptação, além da melhoria no estabelecimento das decisões operativas, sinaliza para inúmeros aprimoramentos que se encontram em discussão no âmbito da Modernização do Setor Elétrico. Vislumbra-se uma avenida de novas possibilidades e consequentemente novos negócios que passam a se viabilizar com a valorização horária da energia. Para discutir sobre a bem sucedida implantação, bem como as perspectivas trazidas pelo PLD Horário, a FGV Energia promove este webinar, com a participação dos agentes diretamente envolvidos na sua concepção e operacionalização.

    Por:
    FGV Energia
  • Abertura: Prof. Carlos Ivan Simonsen Leal – FGV; Ministro Bento Albuquerque – MME; Jose Mauro Coelho – MME; Carlos Quintella – FGV Energia

    Apresentação da Cartilha:; Fernanda Delgado – FGV Energia; Edmilson Moutinho – USP/Rede GasBrasThiago Barral - EPE

    FGV Energia e o MME, em conjunto com a EPE e a REDE GASBRAS, apresentam o Caderno de Recursos Não-Convencionais - uma pesquisa extensa e profunda sobre a exploração de recursos onshore não convencionais no país, buscando desmistificar a temática, contribuir com a discussão em prol de políticas públicas buscando a materialização de investimentos, congregando os principais stakeholders que participam das escolhas estratégicas e das definições de caminhos de desenvolvimento do país.

    Patrocinadores: ABPIP e ENEVA
    Apoio: EPE e REDEGASBRAS

    Por:
    FGV Energia
  • Palestrantes: Elisa Bastos – ANEEL; Gustavo Ponte – EPE; Kátia Monnerat –  VOLTALIA; e Marcelo Prais – ONS

    Moderador: Paulo Cunha - FGV Energia

    Já foi dito que  “A presença de fontes de energia variadas e abundantes num determinado território pode ser percebida como um bônus concedido por Deus, Natureza, Fortuna ou qualquer outro nome para essa dimensão intangível e transcendente. Quando elas são complementares, é de um verdadeiro milagre que tratamos.  Promover o aproveitamento desses recursos, maximizando a sua incorporação ao elenco de bens econômicos capazes de proporcionar riqueza e prosperidade a seu povo, é dever dos que se incumbem de organizar e dirigir essas sociedades." Em face dessa constatação, reunimos  representantes de quem planeja, regula, opera e investe nessa aposta para discutir os caminhos da hibridização de fontes de energia no Brasil.

    Por:
    FGV Energia
  • Abertura: Carlos Quintella - FGV Energia; Roberto Ardenghy - Petrobras; e Rodolfo Saboia - ANP

    Apresentação da Cartilha: Fernanda Delgado - FGV Energia; e Raphael Moura - ANP

    Participação: Anabal Santos Jr - ABPIP; Eduardo Zacaron - Petrobras; Francisco Francilmar - PETRORIO; e Nicole Mattar - Estaleito Atlântico Sul

    FGV Energia e a ANP apresentam o Caderno Descomissionamento Offshore no Brasil – Oportunidades, Desafios & Soluções. Trata-se de um aprofundado diagnóstico sobre a atividade de descomissionamento no Brasil, por meio do levantamento das perspectivas de diferentes atores e tem por finalidade abordar oportunidades, desafios e soluções, assim como esclarecer a sociedade sobre as possibilidades dessa atividade no país.

    Por:
    FGV Energia
  • Palestrantes: Élbia Gannoum – ABEEólica; Marcos Madureira – ABRADEE; Paulo Pedrosa – ABRACE; Reginaldo Medeiros – ABRACEEL; Rui Altieri – CCEE

    Moderador: Paulo Cunha - FGV Energia

    O mercado livre de energia, que deu seus primeiros passos no início deste século, atingiu sua maioridade, constituindo um foco no entorno do qual convergem boa parte das expectativas para a modernização do setor elétrico brasileiro. A descentralização dos sistemas e o empoderamento dos clientes, os avanços tecnológicos e as novas modalidades de comercialização, o financiamento da expansão e a precificação da energia são todos temas para os quais a perspectiva do mercado livre empresta especial importância.

    Mais recentemente enfrentamos impensadas turbulências, trazidas pela crise sanitária. O mercado livre, numa demonstração de maturidade e senso de urgência, rapidamente experimentou uma harmônica repactuação dos contratos que internamente permitiu a normalidade das operações.

    Por:
    FGV Energia
  • Painelistas: Agnes da Costa – Ministério de Minas e Energia (MME) Emanuele Taibi – International Renewable Energy Agency (IRENA); Juliana Marreco – Vale

    Moderadores:
    Fernanda Delgado - FGV Energia; Ricardo Gorini – International Renewable Energy Agency (IRENA)

    Energy matrix, diversification and transition in Brazil and worldwide to the use of hydrogen as fuel - technological routes for hydrogen production: challenges and main bottlenecks, cohosted by FGV Energia and IRENA.

    Por:
    FGV Energia
  • Painelistas: Décio Odonne – Enauta; Luiz Carvalho – Banco UBS BB; Mariano Ferrari – Repsol Sinopec Brasil; e Raphael Moura – ANP

    Moderadora: Fernanda Delgado - FGV Energia

    O Brasil está bem posicionado no ambiente global em relação à atração de investimentos para o setor de óleo e gás. Entre os vários leilões previstos para o próximo ano, o brasileiro é o maior detentor de recursos que continuam economicamente viáveis, mesmo com preços do Brent abaixo de US$ 35/barril. Dentro desta perspectiva, a FGV Energia convidou para o Webinar: Leilões e Oferta Permanente 2021, mantendo a previsibilidade.

    Por:
    FGV Energia
  • Abertura: FGV Energia

    Painelistas: Lucas Mota - Co-fundador da EnergyC; e Marco Tulio Zanini - Professor da FGV EBAPE

    Patrocínio: Energia Solar

    Apoio: Ergos

    Pensando no novo mundo pulverizado, desinvestido, pandêmico e dinâmico, a FGV Energia se uniu à iniciativa jovem EnergyC, para mostrar ao setor energético oito novos promissores profissionais nas áreas de óleo e gás, biogás e transição energética. Acreditando na união entre o antigo e o novo,  entre o experiente e o recém-chegado, entre o ordinário e o extraordinário, esse compilado de artigos busca mostrar capacidade crítica, análise e maturidade intelectual em jovens profissionais prontos a se lançarem ao mercado de trabalho. E como corolário dessa publicação convidamos para o webinar de lançamento.

    Por:
    FGV Energia

Páginas