• A Associação Iberoamericana de Entidades Reguladoras de Energia (ARIAE) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), em parceria com a PUC Chile e a FGV promoveram um evento voltado ao debate sobre desenvolvimento e inovação nos setores energéticos de países iberoamericanos. O Seminário Internacional - Transição e Integração Energética nos Países Iberoamericanos reuniu autoridades nacionais e internacionais para debater as experiências de transição e integração energética voltadas à infraestrutura comum, descarbonização das matrizes energéticas e desafios da integração das energias renováveis à rede.

    visualizações
  • A Associação Iberoamericana de Entidades Reguladoras de Energia (ARIAE) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), em parceria com a PUC Chile e a FGV promoveram um evento voltado ao debate sobre desenvolvimento e inovação nos setores energéticos de países iberoamericanos. O Seminário Internacional - Transição e Integração Energética nos Países Iberoamericanos reuniu autoridades nacionais e internacionais para debater as experiências de transição e integração energética voltadas à infraestrutura comum, descarbonização das matrizes energéticas e desafios da integração das energias renováveis à rede.

    visualizações
  • Embora a principal atração brasileira no setor de óleo e gás seja o upstream, especialmente nas áreas de pré-sal, outras oportunidades interessantes descortinam-se no cenário nacional. Uma delas é o desmantelamento de estruturas de produção offshore, desde plataformas inteiras, sistemas submarinos, poços e FPSOs.

    Considerando a fase incipiente da indústria de descomissionamento no Brasil, os esforços de colaboração entre operadores, representantes da indústria de serviços, universidades e governo são imperativos e podem ser benéficos para todas as partes envolvidas.

    Visando o debate científico e a disseminação do conhecimento, a FGV Energia realizou o seminário “Descomissionamento no Brasil: oportunidades e desafios” com a ANP, Governo do Estado do Rio de Janeiro, o Ibama, Marinha do Brasil, Petrobras, entre outros.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Embora a principal atração brasileira no setor de óleo e gás seja o upstream, especialmente nas áreas de pré-sal, outras oportunidades interessantes descortinam-se no cenário nacional. Uma delas é o desmantelamento de estruturas de produção offshore, desde plataformas inteiras, sistemas submarinos, poços e FPSOs.

    Considerando a fase incipiente da indústria de descomissionamento no Brasil, os esforços de colaboração entre operadores, representantes da indústria de serviços, universidades e governo são imperativos e podem ser benéficos para todas as partes envolvidas.

    Visando o debate científico e a disseminação do conhecimento, a FGV Energia realizou o seminário “Descomissionamento no Brasil: oportunidades e desafios” com a ANP, Governo do Estado do Rio de Janeiro, o Ibama, Marinha do Brasil, Petrobras, entre outros.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Após uma sequência de alterações regulatórias e jurídicas do setor desde 2016 no upstream, juntamente com a política de preços de derivados voltada para um mercado mais aberto e competitivo no downstream, o Brasil parece estar pronto para a atração de investimentos que pretendem inundar o país com óleo, gás, receitas, empregos, atividade econômica, e principalmente, espaços de liberdade de escolhas.

    Entretanto, os desafios ainda são muitos e de diversas ordens. E quanto antes forem discutidos, analisados e endereçadas ações, seja na esfera legal ou infra legal, mais benesses trarão para o país. 

    Visando ao debate científico e a disseminação do conhecimento, a FGV Energia realizou, no dia no dia 28 de junho, o evento Energia em Foco: O Futuro do Setor Petrolífero Brasileiro, a ser proferido pelos senhores Fernando Coelho e Roberto Ardenghy, renomados especialistas nacionais na área de energia.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • Na vanguarda da transformação energética mundial, politicas, mercados e economia chamam ao debate em torno da energia e enfatizam o lado político e estratégico da questão.

    Para o Brasil os desafios são muitos e quase todos de primeira ordem: seja a inserção de novas fontes energéticas, ajustes regulatórios, segurança jurídica, acessos, cidades e/ou infraestrutura.

    Visando o debate científico e a disseminação do conhecimento, a FGV Energia realizou, no dia 18 de junho de 2019, o evento Energia em Foco: Os Desafios do Brasil em um Mundo em Transição Energética, a ser proferido pelos senhores David Zylbersztajn e Adriano Pires, renomados especialistas nacionais na área de energia.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • A economia, o desenvolvimento social e a melhoria de infraestrutura que a exploração e produção de petróleo e gás natural, em estruturas do tipo não-convencionais, está promovendo nos EUA e na Argentina são inquestionáveis.

    A fim de dar os primeiros passos para promover esta atividade no Brasil, o Centro de Estudos de Energia da Fundação Getulio Vargas realizou, no dia 21 de fevereiro de 2019, o lançamento do Caderno FGV Energia - O Shale gas à espreita no Brasil: desmistificando a exploração dos recursos de baixa permeabilidade.

    A proposta do seminário foi de apresentar, face às experiências da FGV Energia e parceiros, como o Brasil pode explorar seus recursos de hidrocarbonetos de baixa permeabilidade.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • A economia, o desenvolvimento social e a melhoria de infraestrutura que a exploração e produção de petróleo e gás natural, em estruturas do tipo não-convencionais, está promovendo nos EUA e na Argentina são inquestionáveis.

    A fim de dar os primeiros passos para promover esta atividade no Brasil, o Centro de Estudos de Energia da Fundação Getulio Vargas realizou, no dia 21 de fevereiro de 2019, o lançamento do Caderno FGV Energia - O Shale gas à espreita no Brasil: desmistificando a exploração dos recursos de baixa permeabilidade.

    A proposta do seminário foi de apresentar, face às experiências da FGV Energia e parceiros, como o Brasil pode explorar seus recursos de hidrocarbonetos de baixa permeabilidade.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • A economia, o desenvolvimento social e a melhoria de infraestrutura que a exploração e produção de petróleo e gás natural, em estruturas do tipo não-convencionais, está promovendo nos EUA e na Argentina são inquestionáveis.

    A fim de dar os primeiros passos para promover esta atividade no Brasil, o Centro de Estudos de Energia da Fundação Getulio Vargas realizou, no dia 21 de fevereiro de 2019, o lançamento do Caderno FGV Energia - O Shale gas à espreita no Brasil: desmistificando a exploração dos recursos de baixa permeabilidade.

    A proposta do seminário foi de apresentar, face às experiências da FGV Energia e parceiros, como o Brasil pode explorar seus recursos de hidrocarbonetos de baixa permeabilidade.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações
  • No dia 23 de novembro, a FGV Energia e a FGV Direito Rio em parceria com a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, realizarão o Simpósio Nacional de Combate à Corrupção.

    O evento trará importantes tópicos para o debate, tais como:

    A percepção da corrupção e os prejuízos por ela causados – situação brasileira;

    As iniciativas de prevenção à corrupção;

    A repressão aos crimes de corrupção e a recuperação de ativos.

    Por:
    FGV Energia
    visualizações

Páginas